Pesquisa personalizada

Jacytan Melo Produções_Atrações Exclusivas_2013/2014

quarta-feira, 30 de abril de 2008

BANDA PARABELO, POR ELES MESMOS


O pessoal que fazem a banda Parabelo classificam seu trabalho como um mergulho na beleza miscigenada dos ritmos regionais e claras possibilitando com isso liberdade de criação. Eles fazem música dando suporte a uma voz feminina que nada lembra as coquistas e cirandeiras tradicionais.

Dentro desse universo plural, o grupo pede licença para beber de alguns brinquedos da Zona da Mata e Sertão de Pernambuco, além de outros elementos da cultura popular para pensar, compor e expressar música de forma autoral, criando características sonoras, melodias e letras originais, experimentando nossa diversidade!

A musicalidade da banda Parabelo é resultante desses encontros culturais que fluem permitindo recriações que vão além da tradição, com novas canções e elementos que são propriamente os ritmos raízes da nossa cultura popular, dignos de suas origens e ao mesmo tempo universais quando eles põe a vitalidade musical das informações do mundo atual.

As letras evocam um cotidiano às vezes urbano, às vezes rural e têm como característica um lirismo e uma escolha minuciosa pelo som das palavras e por seus significados.

O Parabelo vem da arma cangaceira típica do interior do Nordeste, cuja alcunha descende do parabelum, pistola alemã, e além de dar nome à banda é também título do primeiro CD (2007) com a participação especial do músico Carlinhos Lua (flauta e sax). Trabalho idealizado e produzido pela banda, da gravação a capa artesanal.

Para conferir o trabalho do grupo, acesse

http://palcomp3.cifraclub.terra.com.br/parabelo


"A Festa" de Luiz Gonzaga, executada pela Parabelo na Concha Acústica da UFPE