Pesquisa personalizada

Jacytan Melo Produções_Atrações Exclusivas_2013/2014

sábado, 28 de junho de 2008

Sonora Madeira revivendo o samba clássico


Em minhas incursões pela noite em Olinda e Recife, deparei-me com um grupo que iria mudar minha vida, não chega a tanto, mas a minha retina jamais irá apagar-se da imagem de uma garota, a Kaica, que mais tarde eu iria chegar a falar com ela por telefone e não tive ainda a oportunidade de vê-la pessoalmente. Estou me referindo ao grupo Sonora Madeira, com seu repertório de sambas clássicos e composições próprias, em sua apresentação, no dia 30 de outubro, na velha Rua da Moeda, no Recife Antigo, no projeto Samba-Choro na Moeda, promovido pela Prefeitura do Recife, dentro dos eventos programados pelo Ano do Turismo no Recife.

Gostei tanto do grupo que fui procurar informações sobre eles na "net" e descobri que o Sonora Madeira era (sim era, pois atualmente o grupo não conta mais com a Kaica) composto pela dupla Eduardo Vieira e Karla Linck (Kaíca), que desenvolvem há dois anos um trabalho de pesquisa e criação musical com um instrumental básico e intimista inspirado na obra de Noel Rosa com canções autorais.

A descrição do trabalho desenvolvido por eles é tão interessante que faço questão de publicá-lo na íntegra. Observe: "Configurando-se como um interstício promíscuo da palavra em prosa, verso e canto, a Sonora Madeira se abre ao diálogo e se faz permeável a um amplo espectro da produção cultural. O passo seguinte naturalmente se insinuou como a divulgação e exposição desse laboratório de pesquisa em sua forma final, a saber, a composição autoral.

Personificada na dupla, a Sonora Madeira se torna uma espécie de instituição informal onde circulam músicos e escritores tanto na sua patente influência quanto em presença viva. Por esse espaço virtual passaram Cartola, Noel Rosa, Pixinguinha, Billie Holiday, Lamartine Babo, Chet Baker, Machado de Assis, Clarice Lispector, Vinicius de Moraes, Baden Powell, Rafael Rabelo Radamés Gnattali, Julio Cortázar, Ítalo Calvino e reticências a perder de vista. Também artistas de corpo presente como a cavaquinista Ladjane Sara, o guitarrista Diógenes Baptistella,os bateristas Márcio Albuquerque e Marcos Monte,os bandolinistas Mauro e Rafael, os percussionistas Eduardo Buarque, Tadeu, Zé Paulo, o maestro Zé Gomes,o clarinetista Vlaudemir, os compositores Rui Ribeiro e Selma do Samba, o Grupo Arabiando e tantos outros já marcaram presença significativa no espaço da Sonora Madeira.

Em torno do núcleo-gravitacional da dupla, orbitam músicos de diversos gêneros, enriquecendo e aprimorando o que se institui como a Sonora Madeira. Mas enfim, do que se trata a Sonora Madeira? É o resumo e o resultado de tudo isso. A Sonora Madeira são ensaios, leituras, composições e amizades. É uma forma de encontro."

É isso. e para fechar com chave de ouro veja abaixo o vídeo do Sonora Madeira, intitulado Três Apitos (Noel Rosa).


_______________________________