Pesquisa personalizada

Jacytan Melo Produções_Atrações Exclusivas_2013/2014

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Gilvandro Filho: prata da casa

Para saber quais são os artistas de qualidade existentes em Recife ou Olinda, não precisa ir muito longe não. O segredo é simples, procura primeiro nos bares da vida, não encontrando é porque estão recolhidos ou compondo. O último esforço é consultar na Internet, com certeza vais encontrar uma pá de gente. A minha fonte de inspiração da busca de artista não tem sido outra coisa não, a Net é minha grande auxiliadora. Devido a popularidade do meu blog, a minha caixa de e-mail anda entupida de bons talentos. Aí, é só pesquisar e garimpar as pedras preciosas.

A pedra preciosa dessa quinta-feira é o pernambucano Gilvandro Filho, jornalista e compositor / letrista, nasceu no Recife, no dia 9 de outubro de 1955. Portador de dois grandes e incorrigíveis vícios na vida - a música e o Clube Náutico Capibaribe - começou a se envolver com a atividade musical nas décadas de 70 e 80, quando participou de festivais estudantis em sua cidade. Logo depois deu um tempo e dedicou-se integralmente à Comunicação, sendo publicitário, assessor de imprensa, repórter e editor.

Passou pelo Jornal do Commercio, do Recife, e pelas sucursais regionais dos principais veículos de comunicação do País, como O Globo, TV Globo, Jornal do Brasil e Veja. Pelo JC, ganhou 3 prêmios Esso de Jornalismo e atuou na criação do maior portal do Nordeste, o JC OnLine. Também trabalhou como assessor e coordenador de comunicação de campanhas político-eleitorais. Em 2005, criou a Verve Comunicação, no Recife, empresa voltada para consultoria em jornalismo, internet e produção cultural. Tem dois livros publicados: "Onde Está Meu Filho?" (co-autoria da história do desaparecido político Fernando Santa Cruz) e "Bodas de Frevo", sobre a trajetória do Quinteto Violado.

Voltou a compor por acaso, em 2004, quando começou a participar da M-Música, um grupo de discussão da Internet formado por músicos, compositores, cantores, jornalista e aficionados da música. Foi quando conheceu o Clube Caiubi de Compositores, de São Paulo, do qual, apesar da distância geográfica, virou "sócio de carteirinha". Nessa fase, tornou-se parceiro de Alexandre Lemos, Sonekka, Apá Silvino, Tavito, Luhli, Felipe Cerquize, Iso Fischer, Adalberto Carvalho, Adriana Barreiros, Tato Fischer, Eduardo Franco, Mozar, Adryana BB, Tatiana Rocha, Ugo Castro Alves, além de retomar a antiga parceria com o pernambucano Fernando Franco. Ainda "dividiu" letras com Zé Edu Camargo e Júlia Borges.

Ao todo, são mais de 160 canções desde 2004. Em 2007, teve músicas em parceria com Sonekka ("Jornal das Dez") e com Sonekka/Zé Edu Camargo ("Batendo Água") incluídas no CD "Agridoce", de Sonekka.
(by MPBNet)

Veja o vídeo:

APÁ SILVINO - BARRA DO MEIO DIA (Apá Silvino - Gilvandro Filho)



APÁ SILVINO - SINAL DE CAIS (Apá Silvino - Gilvandro Filho)