Pesquisa personalizada

Jacytan Melo Produções_Atrações Exclusivas_2013/2014

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Ínsula, um projeto que se aventura na experimentação


Adoro meu Recife, é uma caixinha de surpresas em termos musicais. Quem diria que em uma plena segunda-feira, 03 de novembro, 18h, eu iria receber um recado do meu mano sobre um show de primeira linha, com a cantora Edilza. E mais surpreso ainda quando ele comenta sobre a banda Ínsula destilando talentos por todos os poros, inclusive, já fez parceria com o Trio Pouca Chinfra, no Quintal do Lima.

Usando de suas próprias palavras, descrevo a proposta musical do grupo Insula como: a de "percorrer o universo musical com sensibilidade e ultrapassar a barreira do superficial."

No repertório do Insula, observamos um projeto que se aventura na experimentação da composição própria, além de releituras da música seiscentista e setentista, com incursões pelo samba, baião, tropicalismo, jazz, valsa, dub, blues, através das mais diversas possibilidades, sem fronteiras geográficas ou estilísticas.

A partir de um formato pouco usual, desses comumente utilizado pela mídia tradicional, o grupo sugere, através de suas canções, [re]combinações improváveis de situações musicais, trabalhando ritmo e poesia, arranjos e performances, numa simbiose de sensações, onde toda e qualquer forma de expressão musical é reprocessada e torna-se estimulante aos sentidos.

A idéia que eles tentam passar é quanto a ter liberdade para, por exemplo, fazer uma leitura de um standard do jazz norte-americano se utilizando de elementos tupiniquins ou executar um típico baião nordestino com o mesmo apuro e cuidado, sem preconceitos, pois música é universal. Há boa música em Bangladesh e na China, em Oklahoma ou no Sertão do Pajeú, basta estar aberto a ouvi-la.

AS MÚSICAS

De nada adianta ficar falando, o mais coerente e sensato é ouvir o que eles tem a transmitir. Acesse o link abaixo e boa viagem nesse universo tão inusitado mas tão gostoso de ouvir.

www.myspace.com/ilhadosvicios

O QUE INSPIRA EM SUAS COMPOSIÇÕES:

Todo e qualquer som que seja estimulante aos olhos, ouvidos, alma e coração. Deglutir, mastigar, devorar, decompor, desconstruir e reconstruir. Esses sim são os verbos que influenciam o grupo musicalmente. Quaisquer tipos de rótulos, classificações, gêneros e estilos pré-concebidos estão fora de cogitação.

QUEM FAZ A BANDA

Juliano Muta | voz e violão
Demóstenes "Macaco" Jr. | trompete, cavaquinho e voz
Leonardo Vila Nova | percussão e voz
Fel Viana | contrabaixo e voz
Manoel Cunha | bateria
Luís Carlos Ribeiro | violoncelo

Para falar com o grupo:

E-MAIL: ilhadosvicios@gmail.com

YOUTUBE: http://www.youtube.com/ilhadosvicios



FLICKR: http://www.flickr.com/photos/ilhadosvicios