Pesquisa personalizada

Jacytan Melo Produções_Atrações Exclusivas_2013/2014

terça-feira, 28 de maio de 2013

Saiba quem é culpada pelos preços de shows e eventos: a meia-entrada. Será?


O Projeto de Lei (PL) 4571/08 que restringe a 40% o número de ingressos vendidos como meia-entrada para estudantes, idosos, jovens de baixa renda e deficientes e seus acompanhantes em eventos culturais, artísticos e esportivos foi alvo de críticas por aposentados nesta segunda-feira.

Produtoras de eventos atribuem a culpa dos altos preços nos ingressos para shows e eventos em geral ao direito da meia entrada. A meia-entrada é um benefício conquistado em 1940 pela UNE, imposto pelo governo e supostamente subsidiado pela iniciativa privada. Mas, no fim das contas, quem acabou pagando esta conta foi o consumidor.

Para Marco Oliveira, CEO da Agência Nova, produtora de diversos shows internacionais, o valor dos shows poderia ser até 35% menor caso não houvessem as carteirinhas de estudante. “Do lado das produtoras, buscar uma negociação mais apropriada à realidade brasileira pode ser uma solução”, conclui.

Segundo reportagem da revista Superinteressante, o mecanismo da meia-entrada é o seguinte: o produtor sabe quanto quer ganhar e estima que 80% vai entrar pagando meia; cabe aos outros 20% cobrir o prejuízo.

No entanto, cálculos realizados pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), em reportagem da revista Veja, apontam que 40% do valor pago nos ingressos de shows deve-se à tributação – o cálculo inclui os impostos incidentes em todas as etapas de produção e comercialização do ingresso (emissão do bilhete, venda, distribuição, entrega, etc). Logo, num ingresso de 300 reais, 120 reais correspondem à parcela que o consumidor entrega ao estado.

Fonte: Consumidor Moderno (UOL)


10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

SPIDER.AD RENDE MAIS. SEJA NOSSO PARCEIRO