Pesquisa personalizada

Jacytan Melo Produções_Atrações Exclusivas_2013/2014

sábado, 11 de maio de 2013

RED BULL SANTO VERTICAL: "LISBOA!? VEM À VARANDA..." NO INTENDENTE A 12 DE JUNHO


Batida @brunolazaro - Imagem: reprodução/RedBull

por Red Bull

Muito bem: imaginem um palco diferente, não um espaço horizontal em que todos os artistas se encontram no mesmo plano, mas um espaço vertical. Imaginem agora uma fachada pombalina de Lisboa, de varandas abertas sobre uma nova parte da cidade. Esse é o palco para a celebração do Stº António deste ano, com os músicos de Batida, Paus, Cais Sodré Funk Connection e Da Chick uma banda de cada vez a tomar as varandas em simultâneo, despejando a festa sobre a cidade.

Num largo renovado, propõe-se então um também renovado conceito de arraial: este ano, a festa vem de cima e acontece num espaço cheio de história que deve o seu nome ao Palácio que pertenceu a Dom Diogo Inácio de Pina Manique e onde também se situa o famoso edifício da Viúva Lamego, uma das mais icónicas fachadas da cidade, graças aos seus azulejos. O Largo do Intendente, agora reinventado como centro cultural da cidade, foi sempre ponto de passagem, mas no próximo dia 12 de junho será certamente local de romaria: querem celebrar o Santo António de forma original? Então já sabem até onde deverão dirigir-se.

Lisboa é uma cidade única, cheia de espaços fantásticos e singulares que atraem os olhares. As fachadas da cidade das colinas, do fado e dos elétricos e de tanto mais são uma das suas riquezas. Têm inspirado fotógrafos, arquitetos e pintores e muitos outros artistas a reimaginarem a cidade. E, como diz o adágio, o homem sonha e a obra nasce: o Largo do Intendente, na Mouraria, é uma zona cheia de história, mas que precisou de renascer para ser redescoberta. E é no Largo do Intendente que no próximo dia 12 de junho Lisboa vai presenciar a mais original das festas da noite de Santo António: o Red Bull Santo Vertical.

O Red Bull Santo Vertical preparou um incrível line up de artistas capazes de fazerem o próprio Santo António abanar o manjerico. Entre eles encontra-se Batida, o projeto de Pedro Coquenão, que é ele mesmo sinal de uma nova Lisboa: pegando na memória rítmica de Angola, no semba e no kuduro, Batida acrescenta cor, eletrónica e noção de pista, levando esta Angola de Lisboa até ao resto do mundo numa aplaudida carreira internacional que tem passado pelos melhores festivais. Quando gritarem "Lisboa! Vem à janela!!", Batida será um dos nomes a responder. Mas haverá mais...

A animação deste Red Bull O Santo Vertical estará a cargo de Biru, excelso host, com mais rimas do que as que cabem num exército de manjericos adornados com quadras. Este artista completo tem feito da poesia uma verdadeira arma e o seu flow tem marcado muitos momentos especiais da cidade, das poetry slams até aos aniversários do Ginga Beat, passando por palcos e contextos diversos.

O Largo do Intendente também promete dançar ao som das escolhas de Dj Johnny, outro veterano da noite lisboeta, fundador do coletivo Cooltrain e homem de mil sonoridades, do drum n’ bass aos ritmos de África, do hip hop ao jazz, sempre em busca da batida perfeita. Sempre que não houver um grupo a atuar nas varandas da fachada eleita para este Red Bull O Santo Vertical, será Johnny a garantir a banda sonora a partir dos gira-discos.

São um dos mais entusiasmantes projetos da nova realidade lisboeta: os Paus de Hélio Morais, Joaquim Albergaria, João Pereira e Makoto Yagyu acreditam numa música profundamente rítmica, mas realmente sem fronteiras, onde a fantasia é sempre possível. Têm esgotado salas, angariado aplausos e respeito e viajado por todo o lado, socorrendo-se do poder da música para fazer a festa. Estão em casa.

You Are Somebody é o que garantem os nativos de um outro bairro, os Cais Sodré Funk Connection, coletivo que se ergueu a partir de uma residência num clube do Cais do Sodré e que hoje é sinónimo de funk, soul, suor e muita alegria. Espécie de supergrupo dedicado à ciência do Groove e arte do balanço, os CSFC são a receita mais óbvia para não deixar nenhum corpo imóvel.

O último nome no cartaz deste Red Bull O Santo Vertical pertence a Da Chick, a voz de Curly Mess, registo carregado de alma que surgiu na Discotexas, e também colaboradora em contextos tão diferentes quanto os que gente como Orelha Negra ou Anarchicks fornecem. Muita alma, mais Groove e um apelo irresistível à dança é o que se pode esperar desta verdadeira rainha da noite.

Entre as 19h00 e as 02h00 uma fachada repleta de varandas num prédio (O Largo) no Intendente receberá quatro concertos assinados por quem faz tudo para agitar Lisboa, um Dj que não conhece fronteiras e um host alfacinha que debitará quadras a Santo António. Ali mesmo ao lado, a partir da Casa Independente, a equipa Ginga Beat fará a ligação ao mundo através de uma emissão de rádio em direto. No local, haverá sardinhas e bebidas, para que não falte nada neste arraial diferente. A entrada é gratuita e a presença é obrigatória: Lisboa vem à varanda e a animação chega de cima. É assim o Red Bull Santo Vertical!

RED BULL BATIDA VERTICAL: MELHORES MOMENTOS

DATA: 01 DE FEV DE 2013

Veja os melhores momentos do Red Bull Batida Vertical, realizado em frente a um prédio histórico de Pernambuco, o da Câmara Municipal de Olinda (PE). O show reuniu quatro ritmos que fazem parte do caldeirão musical brasileiro: o manguebeat do Recife, o eletromelody de Belém do Pará, o hip hop de São Paulo e o Funk do Rio de Janeiro.


10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

SPIDER.AD RENDE MAIS. SEJA NOSSO PARCEIRO